Jump to content

Theme© by Fisana
 

Photo
- - - - -

QUEM DESDENHA QUER COMPRAR – APESAR DE 100 BI EM CAIXA, A PETROBRAS PODE VENDER O CONTROLE DA BR. <posted by macaense>


  • Please log in to reply
4 replies to this topic

#1 macaense

macaense

    Advanced Member

  • Members
  • PipPipPip
  • 7539 posts

Posted 28 March 2016 - 10:31 AM

QUEM DESDENHA QUER COMPRAR – APESAR DE 100 BI EM CAIXA, A PETROBRAS PODE VENDER O CONTROLE DA BR.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
D7106-300x200.jpg

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

O Valor Econômico informa na primeira página que a BR Distribuidora só interessa aos ”investidores” se a Petrobras entregar o seu controle aos eventuais compradores da empresa.




Vender a BR Distribuidora, mesmo que sem o repasse do controle, já equivaleria a um crime, neste momento em que a Petrobras, por não poder lucrar o que deveria com a exploração do óleo bruto, precisa ganhar em cada etapa da cadeia de produção e comercialização para fazer frente aos seus parciais e seletivos detratores-sabotadores e provar que tem capacidade, determinação e talento de sobra para fazer frente ao endividamento advindo, também,  da brutal queda do valor do petróleo no mercado internacional.
 
É preciso prestar atenção aos números – quase nunca divulgados, em sua totalidade, pela imprensa brasileira.
 
Embora tenha declarado um prejuízo de 34 bilhões de reais no ano passado, a Petrobras, graças também ao dinheiro conseguido há poucas semanas com nossos parceiros do BRICS, os chineses, conta, neste momento, com a bagatela de 100 bilhões de reais em caixa.
 
Nessas condições, repassar ativos a toque de caixa, só se justifica se eles estiverem no exterior e forem vendidos para se investir o dinheiro auferido dentro do Brasil, um dos maiores mercados de combustível do mundo.
 
Esta é uma nação em que os gringos estão querendo botar o pé de qualquer jeito, de preferência alardeando aos quatro ventos a crise, a incompetência do governo, a quebradeira do país, com o objetivo de levar tudo a preço de banana, esquartejando e enfraquecendo institucionalmente a Petrobras para degluti-la aos nacos, como um nauseabundo bando de hienas, ajudado pelos vermes entreguistas e antinacionais de sempre, miseravelmente a postos para servir, sempre que ouvirem o som do assovio, ou o do estalar de dedos, com denodo e abjeção, aos seus patrões de fora.
 
Como parte da diretoria parece não ter o menor compromisso com a empresa, com impeachment ou sem impeachment, só os petroleiros, começando pela BR, podem impedir que isso ocorra, cerrando fileiras e usando todo e qualquer meio, seja neste governo, ou naquele que venha eventualmente a sucedê-lo, para preservar, forte e unida, a Petrobras, como poderoso instrumento estratégico para o fortalecimento do país e o desenvolvimento nacional nas próximas décadas.

 


  • 0

#2 macaense

macaense

    Advanced Member

  • Members
  • PipPipPip
  • 7539 posts

Posted 28 March 2016 - 10:49 AM

PETROBRAS:  http://g1.globo.com/...diz-estudo.html


  • 0

#3 macaense

macaense

    Advanced Member

  • Members
  • PipPipPip
  • 7539 posts

Posted 28 March 2016 - 10:52 AM

reuters.gif

10/08/2015 21h41 - Atualizado em 10/08/2015 21h41

Pré-sal do Brasil contém 176 bilhões de barris de petróleo e gás, diz estudo Estudo foi feito no Instituto Nacional de Óleo e Gás da UERJ.
Polígono pode ter óleo não descoberto suficiente para 5 anos no mundo.

Da Reuters

O polígono do pré-sal do Brasil, uma área marítima que já resultou em algumas das maiores descobertas recentes de petróleo, pode conter ainda óleo e gás não descobertos suficientes para suprir as atuais necessidades do mundo por mais de cinco anos, disseram pesquisadores.

O polígono, que cobre a maior parte das bacias marítimas sedimentares de Campos e Santos, contém ao menos 176 bilhões de barris de recursos não descobertos e recuperáveis de petróleo e gás natural (barris de óleo equivalente), de acordo com um estudo publicado semana passada por Cleveland Jones e Hernane Chaves, do Instituto Nacional de Óleo e Gás da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ).

Isso é quatro vezes mais do que os 30 bilhões a 40 bilhões de barris que já foram descobertos na área.

"Essa é uma estimativa conservadora, com uma alta probabilidade de se tornar verdade, 90%, na verdade. Em tese, o total que ainda não foi descoberto de recursos recuperáveis no polígono do pré-sal pode ser tão grande quanto 273 bilhões de barris, mas o número mais alto só tem uma certeza estatística de dez por cento," disse Jones.

A estimativa do INOG é a única grande avaliação do potencial do polígono do pré-sal.

A estimativa de 2015 é 54% maior que a de 2010, feita pelo INOG, que variava de 114 a 288 barris de óleo equivalente.

A pesquisa coloca a probabilidade de uma estimativa mais baixa, de 90%, e a previsão mais alta, de 10%. Ao contrário de outros países democráticos produtores de petróleo como os Estados Unidos, Canadá, Grã-Bretanha e Noruega, a agência reguladora de petróleo do governo (ANP) não publica estimativas de potenciais recursos marítimos do Brasil.

"O Brasil tem sido descuidado por não tornar esses números públicos", disse John Forman, um ex-diretor da ANP. Ele adicionou que a estimativa do INOG é a única estimativa pública confiável que está disponível e que usa métodos aceitáveis pela indústria.


  • 0

#4 macaense

macaense

    Advanced Member

  • Members
  • PipPipPip
  • 7539 posts

Posted 28 March 2016 - 11:17 AM

Markets | Mon Aug 10, 2015 4:14pm EDT
Related: Energy
Brazil offshore subsalt holds 176 bln bbls of oil, gas -study
 
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
 

Aug 10 Brazil's Subsalt Polygon, an offshore area that has already yielded some of the world's largest recent oil finds, may hold enough undiscovered petroleum and gas to supply the world's current oil needs for more than five years, researchers said.

The Polygon, which covers most of Brazil's Santos and Campos offshore sedimentary basins, contains at least 176 billion barrels of undiscovered, recoverable resources of oil and natural gas (barrels of oil equivalent), according to study released last week by Cleveland Jones and Hernane Chaves of the National Institute of Oil and Gas (INOG) at Rio de Janeiro-State University.

That is more than four times the 30 billion to 40 billion boe already discovered in the area.

"This is a conservative estimate with a high probability of coming true, 90 percent in fact," Jones said. "In theory, total undiscovered, recoverable resources in the Subsalt Polygon could be as high as 273 billion barrels, but the higher number only has a statistical certainty level of 10 percent."

Subsalt refers to oil trapped far beneath the Earth's surface or seabed by a layer of mineral salts. The Polygon is a Brazilian legal district that covers an offshore area near Rio de Janeiro and Sao Paulo where Brazil already gets about 85 percent of its oil and gas.

The INOG's estimate is the only major public assessment of the Subsalt Polygon's potential. The 2015 estimate is 54 percent bigger than the INOG's 2010 estimate of 114 to 288 billion boe. That survey put the probability of the lower estimate at 90 percent and the higher outlook at 10 percent.

Unlike other democratic, oil-producing countries such as the United States, Canada, Britain and Norway, Brazil's government and petroleum regulator ANP does not publish estimates of potential Brazilian offshore resources.

"Brazil has been remiss in not making such numbers public," said John Forman, a former director of Brazil's oil regulator ANP. He added that the INOC estimate is the only reliable public estimate available and that it uses industry-accepted methods.

Taken individually, the average size of undiscovered fields within the Subsalt Polygon is 246 million boe, according to the 2015 study's most conservative estimate.

Recoverable resources are exploitable using current technology, but may not be viable depending on the price of oil, the cost of equipment and the financial health of the companies that own the rights to produce them. Resources can only become reserves if they economically exploitable. (Reporting by Jeb Blount; Editing by Marguerita Choy)

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  • Markets | Mon Aug 10, 2015 4:14pm EDT
    Related: Energy
    Brazil offshore subsalt holds 176 bln bbls of oil, gas -study
     
    •  
    •  
    •  
    •  
    •  
    •  
    •  
    •  
    •  
    •  
    •  
    •  
     

    Aug 10 Brazil's Subsalt Polygon, an offshore area that has already yielded some of the world's largest recent oil finds, may hold enough undiscovered petroleum and gas to supply the world's current oil needs for more than five years, researchers said.

    The Polygon, which covers most of Brazil's Santos and Campos offshore sedimentary basins, contains at least 176 billion barrels of undiscovered, recoverable resources of oil and natural gas (barrels of oil equivalent), according to study released last week by Cleveland Jones and Hernane Chaves of the National Institute of Oil and Gas (INOG) at Rio de Janeiro-State University.

    That is more than four times the 30 billion to 40 billion boe already discovered in the area.

    "This is a conservative estimate with a high probability of coming true, 90 percent in fact," Jones said. "In theory, total undiscovered, recoverable resources in the Subsalt Polygon could be as high as 273 billion barrels, but the higher number only has a statistical certainty level of 10 percent."

    Subsalt refers to oil trapped far beneath the Earth's surface or seabed by a layer of mineral salts. The Polygon is a Brazilian legal district that covers an offshore area near Rio de Janeiro and Sao Paulo where Brazil already gets about 85 percent of its oil and gas.

    The INOG's estimate is the only major public assessment of the Subsalt Polygon's potential. The 2015 estimate is 54 percent bigger than the INOG's 2010 estimate of 114 to 288 billion boe. That survey put the probability of the lower estimate at 90 percent and the higher outlook at 10 percent.

    Unlike other democratic, oil-producing countries such as the United States, Canada, Britain and Norway, Brazil's government and petroleum regulator ANP does not publish estimates of potential Brazilian offshore resources.

    "Brazil has been remiss in not making such numbers public," said John Forman, a former director of Brazil's oil regulator ANP. He added that the INOC estimate is the only reliable public estimate available and that it uses industry-accepted methods.

    Taken individually, the average size of undiscovered fields within the Subsalt Polygon is 246 million boe, according to the 2015 study's most conservative estimate.

    Recoverable resources are exploitable using current technology, but may not be viable depending on the price of oil, the cost of equipment and the financial health of the companies that own the rights to produce them. Resources can only become reserves if they economically exploitable. (Reporting by Jeb Blount; Editing by Marguerita Choy)

    •  
    •  
    •  
    •  
    •  
    •  

  • 0

#5 macaense

macaense

    Advanced Member

  • Members
  • PipPipPip
  • 7539 posts

Posted 28 March 2016 - 11:24 AM

Aproximadamente 36.600 resultados (0,21 segundos) 
Resultados da pesquisa
Economia - Pré-sal do Brasil contém 176 bilhões de barris ...
g1.globo.com/.../pre-sal-do-brasil-contem-176-bilhoes-de-barris-de-petr...
10 de ago de 2015 - Pré-sal do Brasil contém 176 bilhões de barris de petróleo e gás, diz estudo. Estudo foi feito no Instituto Nacional de Óleo e Gás da UERJ.
Você já visitou esta página várias vezes. Última visita: 28/03/16
Pesquisadores dizem que pré-sal pode ter ao menos 176 ...
agenciabrasil.ebc.com.br/.../estudo-do-inog-uerj-diz-que-pre-sal-pode-co...
11 de ago de 2015 - Chaves acrescenta que, caso se elevasse o fator de recuperação, o valor estimado de 176 bilhões de barris de petróleo e gás no pré-sal ...
Brasil tem 176 bilhões de barris de petróleo e gás no Pré ...
www.pt.org.br › Economia
11 de ago de 2015 - A estimativa é que o polígono contenha ao menos 176 bilhões de barris de recursos não descobertos e recuperáveis de petróleo e gás natural ...
Estudo aponta que pré-sal pode ter ao menos 176 bilhões ...
economia.uol.com.br/.../estudo-aponta-que-pre-sal-pode-ter-ao-menos-1...
12 de ago de 2015 - Chaves acrescenta que, caso se elevasse o fator de recuperação, o valor estimado de 176 bilhões de barris de petróleo e gás no pré-sal ...
Pesquisadores dizem que pré-sal pode 176 bilhões de ...
rio-negocios.com/pesquisadores-dizem-que-pre-sal-pode-176-bilhoes-de...
14 de ago de 2015 - Um novo estudo sinalizou a existência de pelo menos 176 bilhões de barris de recursos não descobertos e recuperáveis de petróleo e gás na ...
Pré-sal ?pode ter pelo menos 176 bilhões de barris de ... - Uol
jcrs.uol.com.br/_.../453126-pesquisadores-dizem-que-pre-sal-pode-ter-a...
19 de ago de 2015 - Pesquisa de professores da Uerj usa metodologia criada na Noruega com fator de recuperação médio de 30% inferior ao adotado na ...
Segundo pesquisadores da UERJ, pré-sal pode ... - AEPET
www.aepet.org.br/.../Segundo-pesquisadores-da-UERJ-pr-sal-pode-conte...
11 de ago de 2015 - E o estudo acima mostra que 176 bilhões é previsão conservadora e que existe a possibilidade de se chegar a 273 bilhões de barris.” ...
Pesquisa: pré-sal pode ter ao menos 176 bilhões de barris ...
11 de ago de 2015 - Vídeo enviado por Últimas Notícias
De acordo com o professor Hernani Chaves, a previsão tem 90% de chances de se tornar realidade e ...
Pesquisa: pré-sal pode ter ao menos 176 bilhões de barris ...
br.sputniknews.com/ciencia_tecnologia/20150811/1832843.html
11 de ago de 2015 - Estudo feito pelos professores Cleveland Jones e Hernani Chaves, do Instituto Nacional de Óleo e Gás da Universidade do Estado do Rio de ...
Pré-sal: 176 bilhões de barris - Notícias DomTotal
www.domtotal.com/noticias/detalhes.php?notId=946137
28 de set de 2015 - À época da descoberta e anúncio do pré-sal, o barril de petróleo ... Rio de Janeiro, estima em ao menos 176 bilhões de barris os recursos não ...

  • 0




0 user(s) are reading this topic

0 members, 0 guests, 0 anonymous users

Copyright © 2020 Pravda.Ru